/elementos/topo.png



 2016/08

Matéria,Notícias Sabão e Glicerina

Saboaria Cold Process

 

Sabonete feito por Cold Process
   

Fonte da Imagem: https://www.etsy.com/pt/listing/21949646/blackberry-sage-soap-handmade-cold?ref=shop_home_active_11

Você sabia que o sabonete ou os sabões são feitos a partir da mistura de  gorduras e soda cáustica (de boa qualidade – acima de 98%) ?

Mas se você utilizar somente gorduras e óleos de origem vegetal, você obterá o melhor e mais precioso sabonete para banho que sua pele já conheceu!

Esse processo é o que chamamos de “Cold Process”, com algumas diferenças do chamado “sabão à frio” feito aqui no Brasil.

O uso da soda cáustica ou de outra base alcalina é necessária para a formação do sabão, mas esta não deverá estar mais presente após o processo da saponificação, por isso, sua quantidade deve ser bem calculada, de forma a nos garantir um sabonete e um banho da melhor qualidade.

Um óleo vegetal geralmente contém os ácidos graxos: láurico, palmítico, esteárico, oléico, linolenico, linoleico, etc, daí a saponificação gerar vários sais como: palmitato de sódio, laurato de sódio, linoleato de sódio, etc.

A qualidade do sabão depende da totalidade da saponificação e do cuidado para se obter um produto neutro, ou quase neutro, isto é, um produto isento de álcalis e/ou ácidos livres. Sendo assim, um sabão é considerado neutro, não pelo fato de possuir um pH neutro, mas sim pela ausência de álcalis ou ácidos livres, provenientes da reação de saponificação, os quais são irritantes à pele e podem estar presentes se o processo de neutralização for incompleto. Esta é a razão pelo qual os sabonete, nesse processo, passam também por um tempo de cura de pelo menos 20 dias.

Os sabonetes feitos por esse processo têm sua glicerina intacta, glicerina que é produto do próprio processo de saponificação e que geralmente é extraída na produção do sabão, pelo seu valor comercial.

Assim, os sabonetes feito por Cold Process tem espuma abundante, limpam profundamente a pele mas mantendo-a mais macia e hidratada.

Se você está pesquisando a respeito de sabonetes artesanais, já deve ter percebido que existem dois tipos : um é o sabonete de glicerina que se faz a partir de uma base já pronta, derretendo-a e colocando a essência para dar aquele cheirinho, corante à base de água e colocar em uma forminha elegante e pronto! e o segundo metódo é esse do Cold Process que é um pouco mais trabalhoso e requer cuidados na manipulação da soda, mas que resulta num produto de excelência incomparável!

Para fazer sabonetes por esse processo você vai precisar aprender alguns conceitos básicos importantes, como os procedimentos de segurança na manipulação e cálculo do Hidróxido de sódio (soda), bem como quantificar os óleos e outros aditivos como as manteigas, além de várias técnicas para dar o melhor aroma e cores nos sabonetes. Você também pode aprender a aproveitar o que há de melhor da natureza como argilas, ervas, cascas e raízes também nessa saboaria.

Encante-se!!!

Conheça Pessoas que fazem dessa saboaria uma verdadeira Arte bem como seus excelentes Cursos, acesse o site deles e confira por si só o que os mestres conseguem fazer com essa alquimia chamada Saboaria Cold Process!!!

Beth Bacchini

Roberto Akira

Sachimi Garcia

 

Cold
Com uma espuma abundante, limpa profundamente a pele, mas sua glicerina, mantém a pele hidratada tornando-a mais macia.

saponificando os óleosSaponificando….

chas e ervas
Aditivos como ervas, chás, argilas,mel, manteigas e muito mais podem ser usados para enriquecer os sabonetes.
Realizando a cura
A cura de 20 a 30 dias permite uma neutralização total da alcali e a perda do excesso de água, assim o sabonete fica mais sequinho!
Utensilios
Alguns dos utensílios para fazer sabonete por “Cold Process” : também são necessários, colheres, tigelas de inox ou vidro, balança e mixer. Ah! sem esquecer das luvas e máscaras de proteção!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Nenhum Comentário »

Não há opinião.

Deixe sua opinião

*

/elementos/separacao.jpg