Parabenos, será que são vilões?

Será Verdade ?????????..................... Leia para descobrir !!!!!!!!!!!!

 

Os Parabenos são um grupo variado de produtos químicos com ação antimicrobiana ou conservantes, muito utilizados em cosméticos. Eles são eficazes e tem baixo custo, por isso são tão utilizados como conservantes. Podem ser encontrados em quase todos os tipos de cosméticos, seja para pele ou cabelos.

Quimicamente, os parabenos são os ésteres do ácido 4-hidroxibenzoico com álcoois de cadeia curta.

Sua eficácia, aliado ao seu baixo custo, sua longa história de utilização, e a ineficácia de algumas alternativas naturais, explica porque os parabenos são tão comuns.

O que a maioria das pessoas não sabe, é que alguns parabenos são encontrados naturalmente em fontes vegetais. O metilparabeno, por exemplo, é encontrado em amoras, onde ele atua como um agente antimicrobiano. São encontrados naturalmente em alguns animais e várias plantas como cevada, morango, groselha, damasco, cenoura, entre outros.

As críticas aos parabenos vem de dois estudos: um de 1998 elaborado por Routledge et al, que descobriu a atividade estrogênica dos parabenos e outro estudo de 2004, elaborado por Darbre et al, que cita o encontro de parabenos intactos em tecido canceroso de seio humano.

Porém, na verdade, essa atividade estrogênica é extremamente fraca, e o parabeno com esta atividade é o butilparabeno cuja atividade estrogênica é 100.000 vezes mais fraca que a do estradiol ou estrogênio como é mais conhecido.

Muitas pessoas comem soja com muita frequência, e não se ouve na mídia, nenhum grande questionamento sobre a isoflavona, que é um estrogênico bem potente e é ingerido quando nos alimentamos com grãos de soja e ou seus derivados. Eu, particularmente, nunca ouvi nenhuma contra-indicação à soja, nem casos de disfunções hormonais em homens por conta do seu consumo.

As pesquisas que fazem críticas aos parabenos, principalmente a às publicações de Darbre e Harvey, são duramente criticadas quanto aos métodos de pesquisa. A principal crítica vem do parecer da Comissão Europeia de Saúde e Defesa do Consumidor, que aponta uma série de critérios importantes que não foram utilizados pelos autores Darbre e Harvey, e para tanto são consideradas sem fundamento.

Os parabenos, assim como muitos componentes das formulações são poucos absorvidos, e daquilo que penetra de fato no organismo, é eliminado completamente em 88 horas ou em 3,5 dias, tempo pequeno para provocar tanto mal.

Conforme a legislação atual e a opinião do Comitê Científico da União Européia de Segurança ao Consumidor, o metilparabeno e o etilparabeno são considerados seguros para o uso nas concentrações atuais. Todos os parabenos são considerados seguros para o uso em cosméticos em concentrações menores que 0,8% no total de parabenos, ou individualmente não exceder 0,4%.

Por conta de interesses maldosos, a propagação de informações distorcidas sobre a realidade da ação de diversas substâncias, como por exemplo, alguns adoçantes como a sacarina e o aspartame, muitas inverdades vem mudando o rumo de alguns insumos como os parabenos sem um embasamento técnico verdadeiro e imparcial.

Usar matérias-primas naturais, é uma conduta saudável, desde que façamos um uso consciente, sabendo que ser natural, não quer dizer em momento algum, ser inócuo ou isento de efeitos colaterais.
Venenos são produzidos a partir de produtos 100% naturais como o chorão e o curare muito usado pelos índios para matar peixes e outros animais.

A verdade, o bom senso e o conhecimento, devem estar a frente de tudo que fazemos para garantir o sucesso e a qualidade daquilo que produzimos.

 

 

Até a próxima

 

One thought on “Parabenos, será que são vilões?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *