Alguns tipos de Alopecias

      Alopécia Androgenética Por mais estranho que possa parecer a mulher também produz testosterona, em quantidade muito menor do que o homem. A alopecia androgenética é provocada por distúrbios de produção ligada a uma secreção excessiva de testosterona. Esta alopecia, conhecida com calvície masculina é de origem genética e pouco comum nas mulheres mas acontece também.   Alopécia Areata Caracterizada pela perda rápida, parcial ou total de pêlos em uma ou mais áreas do couro cabeludo ou ainda em áreas como barba, sobrancelhas, púbis, etc. Ocorre em todas as idades e os jovens são os mais afetados. Pode ser causada, entre outras coisas pela predisposição genética que seria estimulada por fatores desencadeantes, como o estresse emocional e fenômenos auto-imunes.  

Alopécia Emocional Está ligada a fatores emocionais, podendo progredir e se tornar uma alopecia total (do couro cabeludo), chegando até uma alopecia universal.

  Alopécia Seborréica É mais comum no homem. Freqüentemente encontra-se seborréia do couro cabeludo, ou seja, aumento de oleosidade. Geralmente é tanto mais grave quanto mais precoce é o início da queda de cabelo. Em mulher a alopécia atinge principalmente a parte central do couro cabeludo e excepcionalmente ocorre a perda total dos cabelos.   Alopécia Cicatricial Queda de cabelo causada por traumatismo, queimaduras químicas ou físicas ou exposição a agentes radioativos usados com finalidade terapêutica. Podem ainda ser devidas a doenças que evoluem para atrofias ou cicatrizes, tais como piodermites.   Alopecia Tóxica A alopecia tóxica resulta da ingestão ou aplicação de substâncias químicas ou medicamentos.   Alopecia Neurótica A alopecia neurótica é também chamada de tricotilomania, onde o indivíduo “arranca” mechas de cabelos conscientemente ou não.   Alopecia Secundária A alopecia secundária aparece após algum distúrbio interno dos órgãos, doenças, infecções, medicamentos como a quimioterapia.

Continua:  Queda de Cabelos  Tratamentos

]]>

Outras Matérias que podem te interessar...

Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on LinkedInPrint this page
COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *