Manteigas – Quem são elas – Manteiga de Cupuaçu

    Manteiga de Cupuaçu INCI name: Theobroma Grandiflorum Seed Butter A árvore do cupuaçu, típica do Amazonas, mede entre 3 a 6 cm de altura e pertence à mesma família e gênero do cacau. A fruta, em forma de cilindro com extremidades arredondadas tem diâmetro de 13 cm e altura por volta de 20cm. A Manteiga de Cupuaçu é extraída a partir das sementes. O Cupuaçu é interessante por diversos aspectos: suas flores, as maiores do gênero, não crescem sobre o tronco como nas outras variedades, mas nos galhos. Seus frutos são os maiores da família, das suas sementes é extraído um óleo com propriedades fantásticas para a indústria cosmética.   Receita com Manteiga de Cupuaçu   As sementes do cupuaçu são ricas em triglicerídeos de ácidos graxos como esteárico, oléico e araquídico, que dão origem a manteigas com alto poder de umectação e hidratação, produzem efeitos altamente benéficos sobre a pele. Tânia Fazzi, gerente de assistência técnica da Beraca, afirma que a manteiga de cupuaçu pode substituir com vantagens a manteiga de karitê, “e também apresenta capacidade de absorção de água e hidratação muito superior à da lanolina, podendo ser empregada em concentrações de 4% até 10% em produtos para a pele e cabelos”. Dados divulgados pela Abihpec atestam o poder de hidratação superior do cupuaçu e que seu uso também favorece, comprovadamente, a proteção das fibras capilares. Segundo Sales, da Cognis, os fitoesteróis presentes na manteiga de cupuaçu são importantes repositores da barreira lipídica da pele, e agem minimizando o ressecamento e a desidratação cutânea, além de absorverem as radiações UVB e UVC e ter alta capacidade de absorção de água, correspondendo a até 240% em peso. Essa privilegiada matéria-prima para uso cosmético ainda contém substâncias como esqualeno e tocoferóis, compostos de grande importância na prevenção do envelhecimento cutâneo. Benefícios e aplicações: De acordo com estudos científicos e investigações etnobotânicas, na área cosmética a manteiga de cupuaçu comporta-se como excelente emoliente e lubrificante, proporcionando toque agradável, maciez e suavidade à pele, favorecendo a espalhabilidade de formulações cosméticas. Apresenta alta capacidade de absorção de água. Auxilia na estabilidade e como co-emulsionante em emulsões. Devido à presença de cadeias longas de ácidos graxos, promovem a alta hidratação deixando toque sedoso e melhorando a elasticidade da pele. Pelo fato de apresentar fitoesteróis em sua composição, atua na reposição lipídica do estrato córneo. Apresenta efeito antiinflamatório, diminui a perda transepidérmica de água. Possui aplicação para produtos capilares, linhas com apelo spa, sabonetes, maquiagens, linhas for man e pós-depilatórios. Atividade: Reforçador da barreira lipídicada pele, rica em fitoesteróis, ß-sitosterol, estigmasterol e campesterol. A manteiga de Cupuaçu possui alta capacidade de absorção de água, o que faz dele um produto capaz de auxiliar na estabilidade das emulsões. Promove a hidratação da pele, regula as atividades hídricas e lipídicas da camada superficial da pele. Ela é um emoliente que proporciona um toque agradável, maciez e suavidade à pele, possibilitando a recuperação da umidade e elasticidade natural principalmente em peles secas e maltratadas. Aplicação: Cosméticos: shampoos, batons, óleos para banho, condicionadores, máscaras capilares, formulações pré e pós sol, produtos infantis, hidratantes faciais e corporais, cremes de massagem, formulações anti-idade, emulsões e bálsamo pós-barba, protetores solares, batons, sticks desodorantes, etc. PELE E CABELO – Alto poder de absorção UVB e UVC; – Alta capacidade de absorção da água (240% em peso); – Hidratante, emoliente, condicionador. Função: Emoliente, hidratante, auxiliar na estabilidade de emulsões. Solubilidade: Solúvel nas formulações de shampoos e cremes na presença de agentes emulsionantes. Concentração de uso: A manteiga de cupuaçu é recomendada em pequenas proporções, entre 2% até 4%, em se tratando de shampoos,e mesmo assim possibilita significativa hidratação das fibras capilares. Em concentrações um pouco maiores, desde 5% até 10%, encontra aplicações em formulações de condicionadores, cremes e loções hidratantes, sabonetes, batons e até desodorantes. COMPOSIÇÃO TIPICA DOS ÁCIDOS GRAXOS (%) ÁCIDO MIRÍSTICO Traços ÁCIDO PALMÍTICO 7,2 ÁCIDO PALMITOLÉICO 0,1 ÁCIDO HEPTADECANÓICO 0,2 ÁCIDO ESTEÁRICO 30,8 ÁCIDO OLÉICO 43,9 ÁCIDO LINOLÉICO 4,6 ÁCIDO LINOLÉNICO Traços ÁCIDO ARÁQUICO 11,0 ÁCIDO GADOLÉICO 0,4 ÁCIDO BEHÊNICO 1,8
]]>

VOCÊ PODE GOSTAR

Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
COMPARTILHE