O óleo de coco e seus benefícios

 

O óleo de coco e seus benefícios
Nome científico: Cocos nucifera L. Família: Arecaceae. Sinônimos botânicos: Palma cocos Mill. Outros nomes populares: coco, coqueiro, Kokospalm (alemão), coco (espanhol), noix de coco (francês), coconut (inglês), palma de cocco (italiano). Os benefícios associados ao consumo do “óleo de coco” são reconhecidos e valorizados pela Medicina Ayurveda na Índia há quase três mil anos. Em sânscrito, o coqueiro é chamado de “kalpa vriksha”, que significa “árvore que fornece tudo que é necessário para a vida”. O óleo de coco no Brasil, muito conhecido na culinária nordestina e na cosmética artesanal na confecção de sabonetes pelo processo conhecido como cold process (processamento a frio), ganha agora, nova força  como suplemento alimentar, em processo de emagrecimento, como fitoterápico na diminuição de gorduras problemáticas e do colesterol entre outras coisas, e na cosmética como poderoso hidratante da pele e cabelos e como reforçador da estrutura de cabelos desvitalizados.
 
Virgem e refinado, diferenças: O óleo de coco é comumente dividido em duas amplas categorias: refinado e virgem. O óleo refinado é tipicamente obtido do coco seco, chamado de copra. O óleo de coco virgem é obtido a partir de cocos frescos. Como elevadas temperaturas e solventes químicos não são empregados, o óleo virgem mantém seus fitoquímicos naturais, responsáveis pelos seus suaves sabor e aroma. Falando um pouco dos outros óleos: O aquecimento transforma quase todos os óleos em óleos parcialmente hidrogenados, e, ainda na loja, sobre as prateleiras, JÁ ESTÃO RANÇOSOS. O óleo de milho vem do milho espremido e depois é filtrado. Este óleo é virgem. O óleo de milho virgem não é muito estável e imediatamente começa a oxidar-se (estragar-se, ficar rançoso). Os óleos são extraídos quimicamente. No plástico claro, o óleo é agredido pela luz. Assim, quando você finalmente abrir a garrafa de óleo de milho, ele ainda cheira limpo e puro, mas na verdade já está rançoso, e óleo rançoso ataca suas artérias e tem sido associado ao câncer. Comparando o óleo de coco: O óleo de coco é um dos óleos mais estáveis que você pode comprar. Não fica rançoso facilmente e não ataca suas artérias. É antiviral, antifúngico (mata levedura) e antibacteriano. Ele ataca e mata vírus que têm um revestimento de lipídio (gordura), tais como herpes, HIV, hepatite C, gripe e mononucleose, além de matar os fungos / leveduras que causam infecções, como candidíase, tinha, pé de atleta, rouquidão, prurido, exantema e muito mais.Mata as bactérias que causam pneumonias, garganta inflamada, cáries dentárias, infecções do trato urinário, meningite, gonorréia, intoxicação alimentar e muitas, muitas outras infecções bacterianas. O óleo de coco também melhora a função tireoidiana e aumenta o metabolismo (ótimo se você quiser perder peso). Melhora a digestão e a absorção das vitaminas lipossolúveis, minerais (principalmente cálcio e magnésio) e aminoácidos. Melhora a utilização de glicose no sangue e melhora a absorção de insulina (ótimo para diabéticos tipo II). De fato, muitos diabéticos (tipo I e tipo II) usam o óleo de coco para reduzir os sintomas. O risco de diabetes diminui com o uso regular de óleo de coco. E como já mencionei, cozinhar com óleo de coco não cria qualquer subproduto nocivo. Ajuda a curar o corpo e promove uma recuperação mais rápida. Ajuda e fortalece a função imunológica, protegendo-nos de uma variedade de cânceres. O óleo de coco é bom para seu coração. Consumidores regulares de óleo de coco têm muito menos chance de desenvolver aterosclerose (obstrução das artérias), arteriosclerose (endurecimento das artérias) e infartos. Além disso, o óleo de coco pode baixar a sua pressão sanguínea. É um antioxidante natural, protege o corpo de radicais livres e evita danos prematuros do envelhecimento e doenças degenerativas.  
  Falando no poder cosmético do óleo de coco: O óleo de coco é a melhor massagem de óleo do planeta. O que ele faz para a sua pele,você simplesmente tem que testemunhar. Constitui uma barreira contra infecções, suaviza e hidrata a pele e impede marcas de idade e manchas. Deixa o cabelo saudável e protege dos prejudiciais raios UV. Como ele faz tudo isso: O óleo de coco, 100% natural, é um dos melhores produtos naturais para a pele. O resultado você vê imediatamente: pele mais macia, mais viçosa, com vida! E isso vale para qualquer pele: oleosa, mista, seca… A vantagem dele, como o óleo extra virgem, é que não tem nenhum produto químico, ao passarmos em nossa pele, não estamos intoxicando nossas células. Nos cabelos, ele hidrata revitaliza e revigora ofio, deixando-o macio, sedoso e brilhante. Usado na quantidade certa, não deixa o fio ensebado com aquele aspecto horrível de cabelo descuidado. No Cabelo: O óleo de coco é um dos melhores nutrientes para o cabelo. Ela ajuda no crescimento saudável do cabelo proporcionando-lhes uma aparência brilhante. Massagear regularmente da cabeça com óleo de coco garante que o seu couro cabeludo está livre de caspa, piolhos e ovos dos piolhos, mesmo se o couro cabeludo é seco. O óleo de coco é usado extensivamente no subcontinente indiano para o cuidado do cabelo. A maioria das pessoas nestes países aplicar óleo de coco em seu cabelo diariamente após o banho. É um condicionador excelente e ajuda na re-crescimento do cabelo danificado. Ele também fornece as proteínas essenciais necessárias para nutrir o cabelo danificado. É, portanto, utilizado como óleo de cuidado do cabelo e utilizados na fabricação de condicionadores de diversas, e cremes de alívio caspa. O óleo de coco é normalmente aplicado topicamente para o cuidado com o cabelo.  
  Para reforçar a estrutura de cabelos desvitalizados: O óleo deve ser passado somente nos fios, não sendo utilizado no couro cabeludo. Para deixar os cabelos menos secos, mais fáceis de pentear e mais fortes, deve ser aplicado uma vez por semana, sem condicionador. “Como apresenta a mesma constituição da derme, o óleo de coco natural ajuda a limpar o cabelo sem agredi-lo, mantendo a sua hidratação natural. Ele hidrata e amacia o fio do cabelo, oferecendo grande variedade de elementos nutritivos, como magnésio, potássio, cálcio e ferro”. Use depois de lavar o cabelo, no lugar do condicionador. Você também pode misturar o óleo de coco no creme. Se quiser usar somente o óleo, não precisa de creme para pentear. Mas use bem pouquinho óleo, para o cabelo não ficar muito oleoso.  
 
Na pele: O óleo de coco é um excelente oleo para massagem da pele. Ele age como um hidratante eficaz em todos os tipos de peles, incluindo a pele seca .O benefício de óleo de coco na pele é comparável à de óleo mineral,e, ao contrário de óleo mineral, não há possibilidade de ter quaisquer efeitos secundários adversos sobre a pele com a aplicação de óleo de coco.O óleo de coco, portanto, é uma solução segura para a prevenção de secura e descamação da pele. Ela também atrasa rugas e flacidez da pele que normalmente tornam-se proeminentes com a idade. O óleo de coco também ajuda no tratamento de vários problemas de pele, incluindo psoríase, dermatite, eczema e outras infeccoes da pele . Portanto, o óleo de coco constitui o ingrediente básico de vários cuidados corporais,  produtos como sabonetes, loções, cremes, etc, usados ??para cuidar da pele. O óleo de coco também ajuda na prevenção do envelhecimento precoce e doenças degenerativas, devido a suas propriedades antioxidantes. O óleo de coco apresenta sabor doce e propriedades refrescantes, por isso é indicado para as pessoas com Pitta (fogo). Na Índia, esse óleo é comumente utilizado nas queimaduras, eczemas e micoses pela sua propriedade anti-séptica. A massagem com óleo de coco refresca o calor corporal e auxilia o corpo a absorver mais Prana (energia) do ar. Óleos láuricos como o de coco da Bahia e babaçu, são extremamente finos, de baixa viscosidade, sendo por isso excelentes veículos carreadores para óleos essenciais, dada à sua fácil e rápida penetração pelos poros da pele. São excelentes fontes alternativas para substituição do óleo mineral. A vantagem é que são baratos e competitivos como produtos naturais. São emolientes naturais, que podem ser empregados refinados ou não, possuindo normalmente uma longa durabilidade. Agem na pele hidratando suavemente, refrescando e devido ao seu teor em ácido láurico, como moderados anti-sépticos, além de terem efeito imuno-estimulantes. Na Índia, o coco é considerado uma fruta sagrada com muitas propriedades medicinais. Além do poder bactericida na pele, pode ser utilizada como cicatrizante de feridas, picadas de insetos, alívio em queimaduras e, sobretudo nos eczemas e dermatites de contato, bem como no tratamento do herpes e candidíase. A maioria das loções e cremes comerciais é constituída predominantemente de água. Estas preparações úmidas são rapidamente absorvidas pela pele seca e enrugada. Assim que a água entra na pele, o tecido é expandido como um balão com água, então as rugas desaparecem e a pele se torna mais macia. Porém, tudo isto é temporário. Em poucas horas a água é absorvida e levada para a corrente sangüínea e, tanto a secura como as rugas reaparecem. Além de não resolver o problema de hidratação e das rugas, estes cremes ou óleos refinados estão quase sempre oxidados, trazendo consigo uma montanha de radicais livres, que agravam cada vez mais o tecido elástico da pele tornando-a mais envelhecida. Para hidratar corpo e cabelos simultaneamente,encha a banheira com água morna, coloque 4 colheres de sopa de óleo de coco na água e fique lá dentro, molhando cabelo e tudo.Depois de uns 10 minutos nessa água cheia de óleo de coco, enxague, lave bem os cabelos com shampoo, passe condicionador. Para quem não tem banheira, dica fácil: pegue um balde, encha com água morna, dilua 2 colheres de sopa de óleo de coco e jogue nos cabelos já molhados. Deixe agir uns 10 minutos e lave normalmente. A gordura de coco pode ser aplicada diretamente sobre a pele e mesmo nos cabelos, funcionando com um “condicionador” natural, para isso é só massagear os cabelos com 1 colher das de sobremesa antes do banho. Além de hidratar a pele e não conter radicais livres, previne rugas numa verdadeira ação antienvelhecimento. Isto se deve a“lubrificação” da pele, permitindo que os nutrientes do sangue cheguem até ela.
 
Vantagens cosméticas: O uso deste óleo como veículo carreador para massagem, ou em bases de cremes é uma excelente alternativa que apresenta as vantagens de:1. Não rançar facilmente, mesmo em contato com água em bases de cremes e possuir alta durabilidade. 2. Penetrar com extrema rapidez pelos poros da pele, facilitando a entrada de óleos essenciais e outros bioativos. 3. Ao penetrar no corpo agir como imunomodulador, contribuído assim para o fortalecimento da imunidade e equilíbrio de quadros inflamatórios.
Tabela comparativa dos óleos de cocos e seus teores de ácido láurico:
 
 
Composição  de  Ácidos Graxos
Óleo  de Babaçu
Óleo  de Côco da praia
Ácido  Caprílico (C 8:0)
4.5
6.09
Ácido  Cáprico (C 10:0)
6.0
5.8
Ácido  Láurico (C 12:0)
(em  média 42 -52%)
(em  média 42 -52%)
Ácido  Mirístico (C 14:0)
16.50
19.42
Ácido  Palmítico (C 16:0)
6.0
9.12
Ácido  Esteárico (C 18:0)
3.0
3.3
Ácido  Oleico (C 18:1)
12.50
5.87
Ácido  Linoleico (C 18:2)
2.0
0.86
Ácido  Araquidico (C 20:0)
0.1
0.1
]]>

VOCÊ PODE GOSTAR

Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
COMPARTILHE